PÁGINA INICIAL | HISTÓRICO




A Associação Amapaense de Ensino e Cultura - AAEC - sociedade estabelecida na forma da legislação vigente, com sede e foro na cidade de Macapá, no Estado do Amapá, foi fundada em 10 de novembro de 1980, com estatuto original inscrito no Registro Civil das Pessoas Jurídicas do Cartório do 1º Ofício de Notas da Comarca de Macapá, Estado do Amapá, apontado sob nº 2.873, do Livro A-2, fls. 54 a 56, com alteração procedida em 30 de janeiro de 1992, e apontada sob nº 0186, do Livro A-6, no mesmo Cartório, é a Mantenedora do Centro de Ensino Superior do Amapá - CEAP.

O Centro de Ensino Superior do Amapá - CEAP, situado no Município de Macapá, no Estado do Amapá, é um estabelecimento isolado particular de Ensino Superior e de prestação de serviços à comunidade, regido pela Legislação Federal vigente, pelo Estatuto da Associação Amapaense de Ensino e Cultura - AAEC, sua Mantedora, e pelo seu Regimento. Foi a primeira Instituição de Ensino Superior privada implantada no Estado do Amapá.

A organização Institucional do CEAP foi concebida em consonância com os dispositivos legais que regem a Educação Superior. Também, na estruturação da IES, foi atendido o que estabelece o Estatuto da Mantenedora. Assim, tanto os órgãos de natureza acadêmico-pedagógicos como os órgãos de natureza administrativa estão estruturados de forma a dar pleno funcionamento à Instituição.

Os sócios mantenedores buscam mediante suas experiências profissionais no contexto educacional, fazer do investimento mais do que uma fonte de renda. Analisam e avaliam em reuniões a estrutura administrativa e pedagógica do CEAP, preocupados em oferecer uma formação de qualidade, compatível com as propostas de desenvolvimento de competências ao graduando, para assegurar um egresso responsável e comprometido com os processos de transformações no Estado do Amapá. Assim, a aplicação de capital nas estruturas física, pedagógica e administrativa, procurando ampliar as possibilidades de oferta de Ensino Superior, associada aos avanços tecnológicos, sem perder de vista a necessidade de profissionais éticos no desempenho de suas atividades, é o grande objetivo Institucional.

Trabalhar com Educação exige busca constante por novos conhecimentos, perseverança e competência. Embasados nesses princípios e valores, o CEAP firma-se dentro do cenário da Educação Superior brasileira a partir da força tarefa que é mobilizada cotidianamente por meio do seu corpo técnico-pedagógico, docente e de apoio, tendo em vista o desenvolvimento da ação educativa que tem como finalidade a formação em nível superior, no Estado do Amapá.

Aliar conhecimentos advindos da ciência, fundamentar tais conhecimentos dentro da realidade local - regional e desenvolver potencialidades humanas para a solução de problemas, implica em delinear novas alternativas, que por certo provocarão mudanças pessoais e transformações sociais próprias de experiências vivenciadas na Educação Superior, onde, naturalmente, se associam ciência e tecnologia a favor da vida.

O CEAP iniciou suas atividades acadêmicas em 1992, atendendo aos anseios da sociedade amapaense que se consolidava com a implantação do recém-criado Estado do Amapá (1988). Até então, o estudante amapaense buscava, obrigatoriamente, em outras Unidades Federadas, oportunidades para estudar. Também, nesse período, instalou-se a Fundação Universidade Federal do Amapá, focada na formação de profissionais para a Educação, com a oferta dos cursos de Licenciatura e Pedagogia.

Nessa época, estruturavam-se os Poderes Constituídos, como Entidades Estaduais de sustentação às bases do novo Estado. Fazia-se necessária a criação de uma instituição de Educação Superior que, participando desse contexto, formasse profissionais para atuarem nessas áreas específicas.

Acompanhando a evolução do processo de desenvolvimento do Estado, outros cursos se faziam necessários, diante das perspectivas da sociedade do Amapá, que precisava se capacitar para desenvolver as suas bases socioeconômicas e consolidar a sua emancipação.

Ao CEAP, então, coube a responsabilidade social de promover a formação de profissionais em outras áreas do conhecimento, diferentes daquelas atendidas pela Fundação Universidade Federal do Amapá. Diante disso, os primeiros cursos ofertados foram os de Ciências Contábeis e Direito. Em 1999, implantou os Cursos de Administração e o de Ciências Econômicas.

Em 2002/2003, já com os cursos reconhecidos pelo MEC, novos objetivos foram alcançados: ampliação das vagas dos Cursos de Ciências Contábeis e de Direito, autorização para implantação do curso de Secretariado Executivo Bilíngue.

Em 1998, o CEAP também passou a oferecer cursos de pós-graduação lato sensu, visando ampliar a formação dos docentes da Instituição, bem como desenvolver a educação continuada para os egressos dos cursos de graduação. Nessa perspectiva, foram oferecidos os cursos de: Metodologia do Ensino Superior, Direito do Trabalho, Teoria Econômica e Sustentabilidade, Auditoria e Controladoria, Gestão Pública e Privada, Direito das Relações Sociais.

Mais tarde, em 2006, foram autorizados os Cursos de Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Design e Educação Física, este último, na modalidade Licenciatura. Em maio de 2014, recebemos a visita da Comissão de avaliação do MEC, objetivando a Autorização de funcionamento do Curso de Engenharia Civil, que iniciou suas atividades no segundo semestre de 2014, através da Portaria MEC nº 611, de 30 de outubro de 2014.

Com uma trajetória de 25 anos de experiência na superação de obstáculos administrativos, financeiros, tecnológicos, pedagógicos e de desenvolvimento humano, hoje, com exceção do Curso de Engenharia Civil, todos os Cursos de Graduação do CEAP estão reconhecidos e já obtiveram a renovação de reconhecimento.

Com relação à Pós-graduação, para atender as expectativas e necessidades do mercado, a Coordenação está oferecendo Cursos em: Gestão Pública; Elaboração e Análise de Projeto; Auditoria e Controladoria; Economia e Gestão Ambiental; Metodologia do Ensino Superior; Estratégia de Comunicação e Mídia; Metodologia do Ensino da Educação Física Escolar; Conhecimentos Jurídicos em Segurança Pública; Direito Ambiental e Gestão de Infraestrutura de Saneamento Básico. Em fase de implantação, já autorizado pelo MEC, os Cursos de Pós-Graduação em EaD.

Evidenciam-se, dessa forma, as relações e os compromissos do CEAP com a comunidade, visando atender plenamente aos anseios acadêmicos da juventude estudantil e à formação de profissionais para o mercado de trabalho, especialmente do Estado do Amapá e da Amazônia, em consonância com os seus objetivos institucionais.

Dessa forma, salientar a experiência da diversidade como parte do processo educativo e conciliar as atribuições de formar para o desenvolvimento científico-tecnológico-econômico, ao lado de assegurar um desenvolvimento humano, constituem aspectos essenciais e significativamente representativos da Missão Institucional.

O CEAP foi idealizado não apenas para atender ao Município de Macapá ou à Mesorregião Sul do Amapá, mas também a uma demanda regional, contribuindo de forma decisiva para o desenvolvimento da Região Amazônica.

Os mantenedores buscam mediante experiências acumuladas na prática educativa, proporcionar à população a oportunidade de acesso à formação de nível superior com qualidade. O CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - CEAP, com sede e foro na cidade de Macapá, no Estado do Amapá, é um estabelecimento isolado particular de Ensino Superior, de pesquisa e de prestação de serviços à comunidade, regido pela Legislação Federal vigente, pelo Estatuto da Associação Amapaense de Ensino e Cultura – AAEC, sua mantenedora, e pelo seu Regimento.

É a primeira instituição particular do Estado, voltada para o Ensino Superior. Possui mais de 20 anos de experiência na superação de obstáculos administrativos, financeiros, tecnológicos, pedagógicos e de desenvolvimento humano.

Inspirado na SOCIOEDUCAÇÃO como identidade e na missão de "desenvolver e difundir a cultura amazônica para a solidariedade humana", o CEAP, iniciou suas atividades acadêmicas em 1992, na Avenida Nações Unidas, no bairro de Jesus de Nazaré, com a oferta dos Cursos de Direito e de Ciências Contábeis, atendendo aos anseios da sociedade amapaense que passava pelo processo de instalação do recém-criado Estado do Amapá (1988). Estruturavam-se os Poderes Constituídos, como Entidades Estaduais de sustentação às bases do novo Estado. À época da instalação do CEAP, a sociedade amapaense contava apenas com a Fundação Universidade Federal do Amapá, oferecendo cursos de Licenciaturas e Pedagogia, visando a qualificação de profissionais da educação.

Acompanhando a evolução do processo de desenvolvimento do Estado, outros profissionais faziam-se necessários diante das perspectivas da sociedade amapaense, que precisava se capacitar para alterar o seu quadro socioeconômico e poder viver a sua emancipação. Não era possível que o estudante amapaense tivesse que buscar, obrigatoriamente, outra Unidade Federada para realizar sua formação profissional.

Fazia-se, então, necessária a criação de cursos em nível superior, que possibilitassem a formação específica de profissionais, principalmente nas áreas de gestão e economia. Ao CEAP coube, mais uma vez, a responsabilidade social de atender à expectativa da comunidade amapaense. Implantou-se, dessa forma, em 1999, os Cursos de Ciências Econômicas e de Administração, com as habilitações Financeira, Mercadológica e Recursos Humanos.

Em 2002/2003, já com os cursos reconhecidos pelo MEC, novos objetivos foram propostos e alcançados: ampliação das vagas dos Cursos de Ciências Contábeis e de Direito, autorização para implantação do Curso de Secretariado Executivo Bilíngue e de novas habilitações do Curso de Administração - Geral, Agronegócios, Ambiental, Empreendimentos Turísticos e Gestão Hoteleira.

Em 2006, com a autorização, pelo MEC, dos Cursos de Educação Física, Arquitetura e Urbanismo e Design, o CEAP inaugurou uma nova era, cujo objetivo maior é a implantação de cursos das diversas áreas do conhecimento, ampliando, assim, as oportunidades de pesquisa em aspectos que possam ir ao encontro das necessidades e expectativas de desenvolvimento do Estado do Amapá.

Visando ampliar a formação dos docentes da Instituição, bem como oportunizar a educação continuada para os egressos dos cursos de graduação, a partir de 1998 o CEAP passou a ofertar cursos de Pós-graduação "Lato Sensu". Nessa perspectiva, têm sido oferecidos cursos condizentes com as mudanças econômicas, sociais, tecnológicas e educacionais.

A concretização deste projeto institucional só é possível porque o CEAP conta, para o desenvolvimento de suas ações, com  o desempenho de alta qualidade dos profissionais que fazem parte de seus diversos segmentos: corpo docente, corpo técnico-pedagógico e técnico administrativo e equipes de apoio.

Em 1999, o CEAP passou a funcionar em prédio próprio, localizado na Rodovia Duca Serra, Via 17, Nº 350, Bairro Alvorada, Macapá. Hoje, disponibiliza, não só para sua comunidade acadêmica, mas para todos que buscam os mais diversos serviços prestados pela Instituição, uma bem montada estrutura física, ampla e adequada às características de sua clientela: salas de aula climatizadas; laboratório de informática, com equipamentos e programas condizentes com a prática desenvolvida; laboratórios específicos para desenvolvimento das atividades de Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Design e Educação Física, biblioteca com acervo amplo e atual, com atendimento informatizado, acesso à internet, à Rede COMUT, a periódicos e jornais on-line; além dos variados recursos audiovisuais, tudo proporcionando o desenvolvimento da sua política de expansão do Ensino Superior.

Desde sua criação, o CEAP vem cumprindo o seu papel na sociedade amapaense, contribuindo para o processo de desenvolvimento/crescimento do Estado, cuidando da formação de profissionais graduados e especialistas, somando vitórias e superando desafios rumo a um crescimento e maturidade que continuará garantindo a qualidade dos serviços prestados através de um processo de ensino-aprendizagem significativo e atualizado que permita tanto o aprofundamento da competência técnica exigida pela gestão eficaz, quanto a compreensão crítica dos limites da técnica, com base em critérios ético-valorativos.  

Hoje, o CEAP se orgulha de ter todos os seus cursos aprovados pelo MEC com conceitos que comprovam o comprometimento daqueles que ao longo desses anos se tornaram parceiros neste projeto idealizado e conduzido pelo grande educador amapaense: Professor Leonil de Aquino Pena Amanajás.